Cultura indígena e personalidade pará-minense são homenageados pela Secretaria Municipal de Cultura.

 

O Museu Histórico de Pará de Minas está de portas abertas para homenagear o ilustre pará-minense Padre José Pereira Coelho. O religioso nasceu há 150 anos e é personalidade fundamental da história do Município. “Padre Zeca foi fenomenal, extraordinário. Ele atuou não somente como sacerdote, na formação religiosa do nosso povo, mas trabalhou também pela economia e pela parte social da cidade”, disse a Gerente do Museu Ana Maria Campos.

O aposentado Djalma Marques foi coroinha da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade no final da década de 1930. Ele trabalhou com Padre José Pereira Coelho na antiga matriz. “Eu tenho na lembrança que quando ele saía da casa dele com muita dificuldade para se locomover. Ele custava a subir o degrau para chegar na porta de entrada da igreja. O Padre Zeca não era muito exigente com os coroinhas não, o Padre Viegas que era”, disse o aposentado que fez questão de visitar a exposição no Museu.

Outra exposição movimentou a casa neste mês de abril. Quando os visitantes chegavam podiam fazer uma viagem pela cultura e tradições dos índios. A Exposição ArteFatos indígenas foi uma homenagem da Prefeitura de Pará de Minas e reuniu trabalhos manuais, fotos e ferramentas. “É importante a gente rememorar e valorizar a grande contribuição que os povos indígenas deram para nós brasileiros”, completou Ana Maria.

As exposições do Museu são sempre uma oportunidade de aprendizado para os estudantes. O espaço é aberto para visitas guiadas. Uma verdadeira viagem no tempo. “Achei muito interessante. Nessa visita a gente pode conhecer a história de Parrá de Minas e um pouco mais sobre as personalidades de antigamente. Vimos também como era a cidade antes de a gente ter nascido”, disse a Estudante Laiza Caroline Gomes Costa, 14 anos, aluna da Escola Municipal Marechal Deodoro que fica no povoado de Meireles.

Invalid slider ID or alias.